6 cultural places to visit in Copenhagen

. 18 fevereiro, 2018 .
Viver num país diferente, ainda por cima no contexto de Erasmus, traz a vantagem de puder visitar calmamente diversos espaços que Copenhaga tem para oferecer. É possível, ao longo do tempo, apreender a vida noturna, as rotinas, as relações interpessoais e a cultura em si.

Conhece-se uma cidade pelos espaços abertos ao público, pelos palácios, pelos museus, jardins, avenidas e ruas, no fundo, pela arte.

Neste guia, partilho seis espaços culturais onde a cultura dinamarquesa é imortalizada em estátuas, pinturas, hábitos e diversões, que nos contam muito sobre a história da cidade e dos seus habitantes.

Facilitei, do mesmo modo, dicas sobre as entradas nos mesmos, já que Copenhaga é uma cidade cara, para que, assim, seja mais fácil planear antecipadamente um roteiro pelos 6 locais, intercalando-os com passeios a pé, de barco ou de bicicleta.


Glyptoteket
Glyptoteket foi fundada pelo empresário e patrono das artes, Carl Jacobsen (1842-1914), filho do fundador da Carlsberg. Abriu pela primeira vez ao público em 1897 como um local de contemplação da vasta coleção de arte do Antigo Egipto, Grécia Antiga e Roma e de arte francesa e dinamarquesa do século XIX. 

O edifício, construído num estilo renascentista, alberga, assim, 6.000 anos de arte, para que o público possa, agora, deambular por entre as diversas salas observando e admirando a cultura e civilização de outros tempos. 

Além de ser um óasis para apreciadores de arte, é muito literalmente um óasis com o seu Winter Garden que possibilita uma experiência atmosférica única. É nesse espaço que o público pode sentar-se e relaxar, apreciando a sua arquitetura, flora e esculturas. 


Glyptoteket é grátis às terças-feiras. O bilhete para adultos é 95DKK (≅ 13euros); 50DKK (≅ 7euros) até aos 27 e para menores de 18 é grátis todos os dias. 

HORÁRIO: 
Terça - Domingo aberto 11:00 - 18:00
Quinta aberto 11:00 - 22:00
Segunda fechado
(Dantes Plads 7, 1556 København)

Christiansborg Palace
Christiansborg Palace, embora seja a residência da rainha, a morada do parlamento dinamarquês e do gabinete do primeiro-ministro, encontra-se disponível para ser visitado. 

Situa-se numa pequena ilha no centro de Copenhaga, Slotsholmen (Castle Island), e é um dos palácios mais intrinsecamente decorados e bem-preservados. Foi inaugurado em 1928, após os dois primeiros palácios terem sido destruídos por incêndios. Contudo, grande parte do espólio dos antecessores sobreviveu, tais como os quadros e parte do mobiliário.  

É, ainda, possível visitar as ruínas do Castelo de Absalão, construído em 1167, os estábulos e cozinha real e a Torre (Tårnet, de entrada gratuita), para além dos salões de recepção reais, que parecem ter saído de um conto de fadas. 


O bilhete conjunto (Ruínas, Estábulos, Cozinha e Salões) é 150DKK (≅ 20euros). Visitar somente os Salões é 90DKK (≅ 12euros). Visitar ou as ruínas, ou os estábulos ou a cozinha é 50DKK (≅ 7euros).

HORÁRIO: 
Verificar no site o horário para os diferentes espaços.
(Prins Jørgens Gård 1, 1218 København)

Statens Museum for Kunst
Inaugurado em 1896 para albergar as pinturas e esculturas que sobreviveram ao segundo incêndio que devastou o Christiansborg Palace ou que faziam parte da coleção de arte real, foi projectado pelo mesmo arquiteto (Vilhelm Dahlerup) de Ny Carlsberg Glyptotek, num estilo clássico e prepotente. 

Atualmente o Statens Museum for Kunst pode ser considerado uma Galeria Nacional, já que reune quatro coleções distintas: Arte Europeia entre 1300-1800, Arte Dinamarquesa e Nórdica entre 1750-1900,  Arte Francesa entre 1900-1930 (nesta exposição é possível ver uma vasta coleção de obras de Matisse) e Arte Contemporânea Dinamarquesa. Torna-se, deste modo, no maior museu de arte do país. 


A entrada para o Statens Museum for Kunst custa 110DKK (≅ 15euros) para adultos; 85DKK (≅ 12euros) para pessoas até 30 anos e é grátis para menores de 18.

HORÁRIO: 
Terça - Domingo  11:00 - 17:00
Quarta 11:00 - 20:00
Segunda Fechado
(Sølvgade 48-50, 1307 København)

Designmuseum Danmark
Designmuseum Danmark abre pela primeira vez ao público em 1985, mas em 1926 muda-se para o edifício rococó onde hoje está instalado - o antigo Royal Frederik’s Hospital. 

Este poderá ser uma visita para quem tem um particular interesse em design industrial escandinavo ou em design de produto contemporâneo, já que é esse o foco deste museu. Porém, sazonalmente,  apresenta coleções relacionadas com as múltiplas áreas do design, nomeadamente fashion design - como é exemplo a exposição I AM BLACK VELVET ERIK MORTENSEN - HAUTE COUTURE. 


O bilhete custa 115DKK (≅ 16euros) para adultos e é grátis para menores de 26 e estudantes. 

HORÁRIO:
Terça - Domingo 10:00 - 18:00
Quarta 10:00 - 21:00
Segunda fechado
(Bredgade 68, 1260 København)

Tivoli Gardens
Tivoli Gardens foi fundado por Georg Carstensen (1812-1857), com a permissão do rei Christian VIII. Abriu ao público a 15 de Agosto de 1843, tornando-se no segundo parque de diversões mais antigo do mundo que ainda se encontra em funcionamento - este parque detém uma das mais antigas montanhas-russa em atividade, construída em 1914, chamada Bjergbanen. 

Uma das razões pela qual lhe foi cedido o recinto para a construção do Tivoli, deve-se a uma frase de persuasão que ficou conhecida: "when the people are amusing themselves, they do not think about politics". 

Para além das atrações (construídas inicialmente com inspiração oriental), que permitem aos seus visitantes serem crianças por um dia, este espaço ganha uma outra vida à noite, pelo destaque dado à iluminação, aos jogos e espectáculos de luz. 

Foi este o parque que serviu de inspiração a Walt Disney para a construção da primeira Disneyland, na Califórnia, e ambos seguem o mesmo modelo de constante mutação e crescimento. Nenhum dos dois estará alguma vez completo. 


A entrada no parque custa 100DKK (≅ 14euros) e cada atração custa entre 30DKK (≅ 4euros) e 90DKK(≅ 12euros). Recomendo a compra do bilhete de entrada ilimitado, que permite andar em todas as atrações as vezes que se quiser por 200DKK(≅ 27euros). 

HORÁRIO:
O Tivoli Gardens está aberto em 4 épocas do ano com temáticas e atrações diferentes: Verão (entre Março e Setembro), Halloween (Outubro e Novembro), Natal (Novembro e Dezembro) e Inverno (Fevereiro).

Domingo - Quinta 11:00 - 21:00
Sexta - Sábado 11:00 - 22:00
(Vesterbrogade 3, 1630 København V)

Kunsthal Charlottenborg
Kunsthal Charlottenborg é um anexo do Charlottenborg Palace que alberga exposições de arte contemporânea tanto de artistas dinamarqueses como de artistas internacionais. 

É, também, um espaço que oferece inúmeras atividades ligadas ao mundo das artes, nomeadamente palestras, performances, concertos e exibições de filmes, de modo a tornar a arte acessível a todos. 


O museu é grátis todas as quartas-feiras depois das 17:00h e para menores de 16 anos. O preço normal custa 75DKK (≅ 10euros) e com o desconto de estudante fica a 50DKK (≅ 7euros). 

HORÁRIO:
Terça - Sexta 12:00 - 20:00
Sábado - Domingo 11:00 - 17:00
Segunda fechado
(Kongens Nytorv 1, 1050 København K)
Viver num país diferente, ainda por cima no contexto de Erasmus, traz a vantagem de puder visitar calmamente diversos espaços que Copenhaga tem para oferecer. É possível, ao longo do tempo, apreender a vida noturna, as rotinas, as relações interpessoais e a cultura em si.

Conhece-se uma cidade pelos espaços abertos ao público, pelos palácios, pelos museus, jardins, avenidas e ruas, no fundo, pela arte.

Neste guia, partilho seis espaços culturais onde a cultura dinamarquesa é imortalizada em estátuas, pinturas, hábitos e diversões, que nos contam muito sobre a história da cidade e dos seus habitantes.

Facilitei, do mesmo modo, dicas sobre as entradas nos mesmos, já que Copenhaga é uma cidade cara, para que, assim, seja mais fácil planear antecipadamente um roteiro pelos 6 locais, intercalando-os com passeios a pé, de barco ou de bicicleta.


Glyptoteket
Glyptoteket foi fundada pelo empresário e patrono das artes, Carl Jacobsen (1842-1914), filho do fundador da Carlsberg. Abriu pela primeira vez ao público em 1897 como um local de contemplação da vasta coleção de arte do Antigo Egipto, Grécia Antiga e Roma e de arte francesa e dinamarquesa do século XIX. 

O edifício, construído num estilo renascentista, alberga, assim, 6.000 anos de arte, para que o público possa, agora, deambular por entre as diversas salas observando e admirando a cultura e civilização de outros tempos. 

Além de ser um óasis para apreciadores de arte, é muito literalmente um óasis com o seu Winter Garden que possibilita uma experiência atmosférica única. É nesse espaço que o público pode sentar-se e relaxar, apreciando a sua arquitetura, flora e esculturas. 


Glyptoteket é grátis às terças-feiras. O bilhete para adultos é 95DKK (≅ 13euros); 50DKK (≅ 7euros) até aos 27 e para menores de 18 é grátis todos os dias. 

HORÁRIO: 
Terça - Domingo aberto 11:00 - 18:00
Quinta aberto 11:00 - 22:00
Segunda fechado
(Dantes Plads 7, 1556 København)

Christiansborg Palace
Christiansborg Palace, embora seja a residência da rainha, a morada do parlamento dinamarquês e do gabinete do primeiro-ministro, encontra-se disponível para ser visitado. 

Situa-se numa pequena ilha no centro de Copenhaga, Slotsholmen (Castle Island), e é um dos palácios mais intrinsecamente decorados e bem-preservados. Foi inaugurado em 1928, após os dois primeiros palácios terem sido destruídos por incêndios. Contudo, grande parte do espólio dos antecessores sobreviveu, tais como os quadros e parte do mobiliário.  

É, ainda, possível visitar as ruínas do Castelo de Absalão, construído em 1167, os estábulos e cozinha real e a Torre (Tårnet, de entrada gratuita), para além dos salões de recepção reais, que parecem ter saído de um conto de fadas. 


O bilhete conjunto (Ruínas, Estábulos, Cozinha e Salões) é 150DKK (≅ 20euros). Visitar somente os Salões é 90DKK (≅ 12euros). Visitar ou as ruínas, ou os estábulos ou a cozinha é 50DKK (≅ 7euros).

HORÁRIO: 
Verificar no site o horário para os diferentes espaços.
(Prins Jørgens Gård 1, 1218 København)

Statens Museum for Kunst
Inaugurado em 1896 para albergar as pinturas e esculturas que sobreviveram ao segundo incêndio que devastou o Christiansborg Palace ou que faziam parte da coleção de arte real, foi projectado pelo mesmo arquiteto (Vilhelm Dahlerup) de Ny Carlsberg Glyptotek, num estilo clássico e prepotente. 

Atualmente o Statens Museum for Kunst pode ser considerado uma Galeria Nacional, já que reune quatro coleções distintas: Arte Europeia entre 1300-1800, Arte Dinamarquesa e Nórdica entre 1750-1900,  Arte Francesa entre 1900-1930 (nesta exposição é possível ver uma vasta coleção de obras de Matisse) e Arte Contemporânea Dinamarquesa. Torna-se, deste modo, no maior museu de arte do país. 


A entrada para o Statens Museum for Kunst custa 110DKK (≅ 15euros) para adultos; 85DKK (≅ 12euros) para pessoas até 30 anos e é grátis para menores de 18.

HORÁRIO: 
Terça - Domingo  11:00 - 17:00
Quarta 11:00 - 20:00
Segunda Fechado
(Sølvgade 48-50, 1307 København)

Designmuseum Danmark
Designmuseum Danmark abre pela primeira vez ao público em 1985, mas em 1926 muda-se para o edifício rococó onde hoje está instalado - o antigo Royal Frederik’s Hospital. 

Este poderá ser uma visita para quem tem um particular interesse em design industrial escandinavo ou em design de produto contemporâneo, já que é esse o foco deste museu. Porém, sazonalmente,  apresenta coleções relacionadas com as múltiplas áreas do design, nomeadamente fashion design - como é exemplo a exposição I AM BLACK VELVET ERIK MORTENSEN - HAUTE COUTURE. 


O bilhete custa 115DKK (≅ 16euros) para adultos e é grátis para menores de 26 e estudantes. 

HORÁRIO:
Terça - Domingo 10:00 - 18:00
Quarta 10:00 - 21:00
Segunda fechado
(Bredgade 68, 1260 København)

Tivoli Gardens
Tivoli Gardens foi fundado por Georg Carstensen (1812-1857), com a permissão do rei Christian VIII. Abriu ao público a 15 de Agosto de 1843, tornando-se no segundo parque de diversões mais antigo do mundo que ainda se encontra em funcionamento - este parque detém uma das mais antigas montanhas-russa em atividade, construída em 1914, chamada Bjergbanen. 

Uma das razões pela qual lhe foi cedido o recinto para a construção do Tivoli, deve-se a uma frase de persuasão que ficou conhecida: "when the people are amusing themselves, they do not think about politics". 

Para além das atrações (construídas inicialmente com inspiração oriental), que permitem aos seus visitantes serem crianças por um dia, este espaço ganha uma outra vida à noite, pelo destaque dado à iluminação, aos jogos e espectáculos de luz. 

Foi este o parque que serviu de inspiração a Walt Disney para a construção da primeira Disneyland, na Califórnia, e ambos seguem o mesmo modelo de constante mutação e crescimento. Nenhum dos dois estará alguma vez completo. 


A entrada no parque custa 100DKK (≅ 14euros) e cada atração custa entre 30DKK (≅ 4euros) e 90DKK(≅ 12euros). Recomendo a compra do bilhete de entrada ilimitado, que permite andar em todas as atrações as vezes que se quiser por 200DKK(≅ 27euros). 

HORÁRIO:
O Tivoli Gardens está aberto em 4 épocas do ano com temáticas e atrações diferentes: Verão (entre Março e Setembro), Halloween (Outubro e Novembro), Natal (Novembro e Dezembro) e Inverno (Fevereiro).

Domingo - Quinta 11:00 - 21:00
Sexta - Sábado 11:00 - 22:00
(Vesterbrogade 3, 1630 København V)

Kunsthal Charlottenborg
Kunsthal Charlottenborg é um anexo do Charlottenborg Palace que alberga exposições de arte contemporânea tanto de artistas dinamarqueses como de artistas internacionais. 

É, também, um espaço que oferece inúmeras atividades ligadas ao mundo das artes, nomeadamente palestras, performances, concertos e exibições de filmes, de modo a tornar a arte acessível a todos. 


O museu é grátis todas as quartas-feiras depois das 17:00h e para menores de 16 anos. O preço normal custa 75DKK (≅ 10euros) e com o desconto de estudante fica a 50DKK (≅ 7euros). 

HORÁRIO:
Terça - Sexta 12:00 - 20:00
Sábado - Domingo 11:00 - 17:00
Segunda fechado
(Kongens Nytorv 1, 1050 København K)

7 comentários

  1. Gostei tanto desta publicação e de como expuseste tudo tão direitinho e organizado... mesmo a ti!
    Fiquei super interessada no Kunsthal Charlottenborg, espero um dia poder visitá-lo, e mal posso esperar por me aventurar nos Tivoli Gardens!!!!
    Acho mesmo interessante que por norma os sítios tenham um dia em que ficam abertos até mais tarde e outros em que a entrada é grátis... parecendo que não, isto incentiva imenso as pessoas a sair de casa e ir visitar os sítios efectivamente. Adorei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Joaninha!
      Chamaste a atenção para algo bastante interessante! Realmente há museus que têm dias que fecham mais tarde exatamente para incentivar as pessoas a visitá-los.

      Eliminar
    2. Espero um dia ter a oportunidade de aproveitar esses dias, eheh. Beijinhos, Nês.

      Eliminar
  2. O Christiansborg Palace é lindíssimo!!!!!!!!!
    Se há coisa que quero (e já comecei a) fazer é visitar mais museus e absorver mais deste tipo de arte. Sinto que, embora sempre tenha gostado, nunca me dei ao trabalho de visitar sem ser com os meus pais e a escola. Esta publicação deixou-me com ainda mais vontade de ocupar os meus fins de semana e de visitar a dinamarca (é tudo tão pretty e com cores que adoro!!!)

    ResponderEliminar
  3. Este post deixou-me cheia de vontade de visitar a Copenhaga! Fiquei especialmente curiosa com o Designmuseum Danmark e com as exposições sazonais de design de moda! :)
    beijinhos

    http://www.lambassadrice.com/

    ResponderEliminar
  4. Só agora entendi que estás mesmo de Erasmus! Pensei que estavas de viagem. Que bonitas fotos que tens partilhado e o teu blog está mais atualizado do que nunca. Foi um prazer voltar aqui e ler os últimos posts! :) E, além disso, o design do blog está perfeito. Foste tu que o desenhaste?
    um grande beijo Inês

    ResponderEliminar

newer older Página inicial