new r̶u̶l̶e̶s̶ lessons

. 09 janeiro, 2018 .


UM. Aprendi a sonhar e comecei a fazê-lo para dentro. Comecei a viver uma vida na minha mente e fechei-a ao mundo. Sei que por essa razão há quem ache que sou distante ou desatenta. Contudo, sinto que não o posso deixar de o fazer. O que me agarra é as inúmeras possibilidades que sonhar trás e no quanto me ajuda a manter-me focada nos meus objetivos. 

DOIS. Aprendi a escolher melhor os meus amigos. Se existe uma ligação entre mim e alguém valorizo-a e mantenho-me por perto. Porém, não me obrigo a ficar caso aquilo que nos une não seja suficiente para mim.

TRÊS. Aprendi a ser independente. Aprendi a pensar e a agir por mim própria. Aprendi a responsabilizar-me quando erro e a valorizar os meus sucessos quando estes acontecem. Sou inteira, mas continuo a crescer a cada dia. É o que me vale. 


UM. Aprendi a sonhar e comecei a fazê-lo para dentro. Comecei a viver uma vida na minha mente e fechei-a ao mundo. Sei que por essa razão há quem ache que sou distante ou desatenta. Contudo, sinto que não o posso deixar de o fazer. O que me agarra é as inúmeras possibilidades que sonhar trás e no quanto me ajuda a manter-me focada nos meus objetivos. 

DOIS. Aprendi a escolher melhor os meus amigos. Se existe uma ligação entre mim e alguém valorizo-a e mantenho-me por perto. Porém, não me obrigo a ficar caso aquilo que nos une não seja suficiente para mim.

TRÊS. Aprendi a ser independente. Aprendi a pensar e a agir por mim própria. Aprendi a responsabilizar-me quando erro e a valorizar os meus sucessos quando estes acontecem. Sou inteira, mas continuo a crescer a cada dia. É o que me vale. 

6 comentários

  1. São boas regras e que toda a gente devia começar a seguir !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar o título é um pouco enganador... Mas não fiz esta lista com o intuito de as transformar em regras. São lições que aprendi ao debater-me com vários conflitos - muitos deles interiores.

      Até porque alguns destes pontos nem fazem sentido como tal. Nunca me restringi perante estas constatações. Se surgir algo que me faça mudar de opinião, mudo. Era apenas uma reflexão. :)

      Eliminar
  2. Acho que o título não é enganador. São coisas que aprendeste - lessons - que, hoje, levas como regras, porém, não quer isso dizer que algo não possa mudar a lei que rege a tua mente, o teu coração e a tua vida neste momento.
    Tenho alguma pena que a número UM esteja assim em tão alto spotlight e com algum ênfase. Não sei se a terei percebido bem, de qualquer forma, espero que não te feches demasiado e que deixes algumas pessoas acompanhar-te nos sonhos.
    Beijinhos, Inês, a rapariga dos editoriais 🙈
    By the way, adorei a imagem com que acompanhaste, canva? Está demais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me quero fechar ao mundo. Continuo a partilhar com as pessoas os meus sonhos, mas admito que é me mais difícil fazê-lo quando não tenho confiança ou condições.

      O que queria dizer é que não consigo ou não posso deixar de sonhar porque é isso que me ajuda a manter-me focada. :)

      Quanto às imagem que ilustra está publicação foi feita no illustrator. Mas obrigada, Joaninha 🐞💛

      Eliminar
    2. Não sei se fui bem compreendida... de qualquer forma, só quero mesmo ter a certeza que estás bem e rodeado de pessoas boas, garante isso, porque, mereces mesmo! Beijinhos, fofinha.

      Eliminar
  3. gosto imenso da número um, eu também faço isso. aliás, os meus amigos dizem que eu não sou deste mundo, que não entendem como é que nunca ando atenta ao que se passa à minha volta...
    beijinhos https://ratsonthemoon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

newer older Página inicial