. 28 março, 2018 .

Durante a primeira semana de primavera assisti a 2 dos 4 filmes que estabeleci para o projeto do Jota, da Lyne e da Sofia, o Seven Days of Spring. Infelizmente, calculei mal o tempo que tinha disponível e, para além do mais, nem todos os filmes acabaram por cumprir os requisitos das categorias que destaquei, nomeadamente o Little Miss Sunshine. Mas, por outro lado, o Moulin Rouge!  surpreendeu-me de alguma forma e, em jeito de retrospectiva, escrevo-vos a minha opinião sobre os únicos dois filmes que vi. 

Little Miss Sunshine (2006)
Embora seja considerado uma comédia por partir de uma premissa caricata é, também, uma crítica ao sonho americano. E, por isso, quando escolhi este filme para a categoria de “história que vos aqueça o coração” estava à espera de um final com um discurso poético e romântico sobre as adversidades da vida.

Invés disso, Little Miss Sunshine foi mais mordaz e mostrou que não há mal em falhar e que, por mais que tudo pareça estar contra nós, existe espaço para crescer com os outros. Que não devemos comprometer a nossa própria integridade e familia pelo “falso” sucesso. “Falso” uma vez que, a longo prazo, não nos irá trazer satisfação pessoal se não o podermos partilhar com os outros. 

3/5 estrelas

Moulin Rouge! (2001)
Dos cenários excêntricos à performance teatral e bizarra dos atores, Moulin Rouge! remete para o teatro tradicional como o conhecemos. Como um ópera excepcional, este filme, escrito e produzido por Baz Luhrmann (diretor de Romeo + Juliet), reune músicas conhecidas de Madonna (e não só!) e de filmes da Era de Ouro de Hollywood numa das histórias de amor mais antigas: dois apaixonados, que devido às condições que estão sujeitos, têm que esconder o seu amor. 

Nicole Kidman apresenta-se extremamente bela e com uma surpreendente interpretação de Satine, uma dançarina de cabaré. Ewan McGregor transforma-se num jovem escritor romântico completamente apaixonado, Christian. Duas atuações excepcionais que em conjunto com as outras personagens transformam este filme em algo realmente único e ousado. 

4/5 estrelas

. 24 março, 2018 .

A música é algo que nos acompanha independentemente das estações do ano e traduz muitas vezes o nosso humor, o nosso foco e aquilo que sentimos em dado momento. Com esta playlist pretendo, por isso, reunir inúmeras músicas de variados estilos que gosto de ouvir conforme diferentes momentos do meu dia-a-dia. 

PARA DANÇAR:

solta a batida - ludmilla (ouvir)
cross your mind - sabrina claudio (ouvir)

PARA SONHAR:

live in the moment - portugal. the man (ouvir)
stuck with me - the neighbourhood (ouvir)

PARA EXERCITAR: 

supplies - justin timberlake (ouvir)
king’s dead - kendrick lamar, jay rock, future, james blake (ouvir)

PARA EXERCITAR A MENTE: 

cristalina - slow j (ouvir)
nervous - the neighbourhood (ouvir)

PARA DISTRAIR: 

summer - brockhampton (ouvir)
faded love - tinashe (ouvir)

. 22 março, 2018 .
Como parte do Seven Days of Spring, partilho 6 filmes que merecem a vossa atenção esta Primavera, tanto pelas histórias que apresentam como pela novidade que representam, visto que 3 dos filmes ainda vão estrear no cinema. 


PARA ASSISTIR EM CASA:
Interstellar (2014)
Do realizador Christopher Nolan, Interstellar apresenta o planeta Terra devastado e, como consequência, vários cientistas procuram evitar a extinção da Humanidade noutros planetas. Quando uma equipa de astronautas é enviada para explorar as pontes de Einstein-Rosen (um portal que liga mundos paralelos), Cooper vê-se dividido entre deixar os seus filhos para tentar salvar o futuro de toda a humanidade ou atravessar as adversidades junto dos seus. 

Para além de ser um belíssimo exemplo de ficção cientifica - ao longo da produção Kip Thorne serviu como consultor teórico do argumento -, Interstellar apresenta um argumento original e uma perspetiva única sobre o papel de cada ser humano neste mundo, o nosso valor e o impacto que temos nos outros. É um filme interessante pela tratamento dado aos factos científicos e às relações interpessoais, como a ligação pai-filha que é afirmada ao longo do mesmo.

Mustang (2015)
Recomendado pela Inês do Vivus e indicado para um Oscar de Melhor Filme Estrangeiro na edição 88ª (2016), Mustang é um filme turco-francês sobre a luta feminina pela liberdade no contexto familiar. 

Cinco irmãs órfãs após uma aparente brincadeira inocente com os colegas na praia são castigas pela avó e pelo tio que as isolam do mundo durante o verão inteiro. Tiraram-lhe todos os dispositivos de comunicação e entretenimento (telemóveis, computadores, livros) e fecham-nas em casa. 

Ao longo da longa metragem, vemos as diferentes formas que as cinco encontram para escapar o lar transformado em prisão. 

Mustang explora a ideia conservadora e tradicional da figura da mulher que ainda existe na Turquia e que é negligenciada pela o mundo ocidental. É o contraste entre a nossa realidade e a realidade de raparigas noutra parte do planeta que vivenciam casamentos arranjados, supressão sexual e a concepção de “mulher do seu homem”.

Fifty Shades Freed (2018)
Ao contrário dos outros dois filmes enumerados, ainda não tive oportunidade de ver Fifty Shades Freed, a continuação de uma trilogia romântica que explora a cultura BSDM.

Após a lua de mel do casal, Anastasia  é ameaçada pelo antigo colega, Jack Hyde, que pretende vingar-se por ter sido despedido da empresa onde ambos trabalhavam, ao mesmo tempo que  Christian tem de lidar com Elena, a mulher que o iniciou nas práticas de "bondage".

PARA ASSISTIR NO CINEMA:
Isle of Dogs (Estreia 23 de Março nos Estados Unidos)
"Atari Kobayashi é um rapaz de japonês de 12 anos, que vive na cidade de Megasaki, sob tutela do corrupto prefeito Kobayashi. O político aprova uma nova lei que proíbe os cães de morarem no local, fazendo com que todos os animais sejam enviados para uma ilha vizinha repleta de lixo. Mas o pequeno Atari não aceitaseparar-se de Spots. Ele decide convocar os amigos, roubar um jato em miniatura e parte em busca do seu fiel amigo. Essa aventura promete transformar completamente a vida da cidade." 

Ready Player One (Estreia 30 de Março nos Estados Unidos)
"Num futuro distópico, em 2044, Wade Watts (Tye Sheridan), como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday (Mark Rylance) morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar a sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir."

Gemini (Estreia 30 de Março nos Estados Unidos)
"Um crime hediondo acontece e testa a relação entre uma tenaz assistente pessoal e a sua chefe, uma estrela de Hollywood."

. 21 março, 2018 .

Com o regresso do Jota à blogosfera chega também uma iniciativa (em colaboração com a Lyne e com a Sofia) que pretende celebrar a partilha de cinema, livros e música entre a comunidade de blogs, intitulada Seven Days of Spring. Este projecto, de uma semana, reune uma maratona de sete obras literárias /cinematográficas e uma tag que explora sete temas relacionados com a primavera. 

O objetivo é que durante esta semana se veja ou se leia uma obra por dia, ao mesmo tempo que é pedido aos participantes a partilha de publicações relacionadas com a 1ª, 6ª e 7ª arte nos diversos blogs.

Deste modo, decidi participar nesta edição e assistir a 4 filmes das seguintes categorias: 

1. Um livro/filme com uma história que vos aqueça o coração: 
Little Miss Sunshine
"Nenhuma família é verdadeiramente normal, mas a família Hoover extrapola. O pai desenvolveu um método de auto-ajuda que é um fracasso, o filho mais velho fez voto de silêncio, o cunhado é um professor suicida e o avô foi expulso de uma casa de repouso por usar heroína. Nada funciona para o clã, até que a filha caçula, a desajeitada Olive (Abigail Breslin), é convidada para participar num concurso de beleza para meninas pré-adolescentes. Durante três dias deixam todas as suas diferenças de lado e unem-se para atravessar o país numa kombi amarela enferrujada".

2. Um livro/filme passado numa cidade/país que gostavam de visitar na Primavera: 
Moulin Rouge!
"Christian (Ewan McGregor) é um jovem escritor que possui um dom para a poesia e que enfrenta o pai para se poder mudar para o bairro boêmio de Montmartre, em Paris. Lá recebe o apoio de Henri de Toulouse-Latrec (John Leguizamo), que o ajuda a participar na vida social e cultural do local, que gira em torno do Moulin Rouge, uma boate que possui um mundo próprio de sexo, drogas, adrenalina e Can-Can. Ao visitar o local, Christian apaixona-se por Satine (Nicole Kidman), a mais bela cortesã de Paris e a maior estrela do Moulin Rouge".

3. Um livro/filme do género thriller: 
The Man Who Knew Too Much
"Durante as suas férias em Marrocos, Ben McKenna (James Stewart), um médico, e a sua família envolvem-se acidentalmente em uma trama internacional de assassinato, quando um moribundo fala ao ouvido de Ben algumas palavras. Para impedi-lo de denunciar a trama à polícia, os conspiradores resolvem então sequestrar o seu filho".

4. Um livro/filme sobre uma história verídica/inspirada em factos reais: 
Catch Me If You Can
"Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) já foi médico, advogado e co-piloto, tudo isto com apenas 18 anos. Mestre na arte do disfarce, aproveita as suas habilidades para viver a vida como quer e pratica golpes milionários, que fazem com que se torne o ladrão mais bem-sucedido da história dos Estados Unidos com apenas 17 anos. Mas em seu encalço está o agente do FBI Carl Hanratty (Tom Hanks), que usa todos os meios que tem ao seu dispor para encontrá-lo e capturá-lo".