licenciei-me... e agora?

Quando a Catarina entrou em contacto comigo e se ofereceu para me enviar um exemplar do seu livro "Licenciei-me... e agora?" tinha acabado de terminar o meu primeiro atribulado ano na faculdade.

Durante esse ano, se por um lado cresci imenso enquanto pessoa ao trabalhar com outras, se aprendi muito sobre a área da comunicação (a minha área) e se aprendi a gostar mais dela e a dar-lhe valor, também percebi que não é um ramo onde se consegue suceder facilmente, que exige bastante trabalho e que esse trabalho é pouco reconhecido - até financeiramente. E foi quando me apercebi de tudo isto (e muito mais, acreditem) que comecei a pensar no futuro. Vi janelas a fecharem-se e hipotéticas oportunidades a escaparem-me pelos dedos. Cheguei mesmo a discutir este assunto entre colegas e amigos porque, no geral, todos partilhamos este sentimento de insegurança. Afinal, que tipo de futuro poderemos vir a ter? Ao ler este livro, algumas coisas começaram a fazer bastante sentido para mim, aos dezoito anos e ainda com dois anos académicos pela frente.

obrigada Ana, pela inspiração para esta imagem. Inspiração: The Life of Pablo

"Lincenciei-me... e agora?" é essencialmente um guia, uma rede de conforto. Pois, ao lermos sobre as experiências e dicas, tanto da autora, como de outras pessoas nas mais diversas áreas, percebemos que o universo profissional está realmente a transformar-se e a adaptar-se às exigências de um mercado competitivo e sobrelotado de pessoas altamente qualificadas, mas que existe alternativas, bem como pequenos truques para que o novo CV sobressaía no meio de tantos outros. 

Do mesmo modo, expõe (passo a passo) o que deve ser tido em conta no processo da procura de emprego, sugere pequenos desafios que podem ser úteis quando tivermos que fazer o curriculum, redigir um email, apresentarmo-nos a uma entrevista ou mesmo ultrapassar uma rejeição. 

"Licenciei-me.... e agora?" está recheado de conselhos escritos por quem já passou por isto, por alguém que nos últimos anos ficou a conhecer o mercado de trabalho de dois pontos de vista diferentes, o de empregado e empregador. Ao lê-lo somos, assim, abordamos por uma voz amiga que nos avisa de vários perigos, nomeadamente daqueles que pretendem explorar o nosso trabalho, que nos inspira e nos assegura de que a fase seguinte das nossas vidas não tem que ser assustadora - de todo. 

Pontuação. 5 de 5 estrelas (Goodreads)

7 comentários:

  1. Também já li o livro da Catarina e acho que os conselhos dela foram extremamente úteis. Recomendo o livro a toda a gente e não apenas a pessoas que terminaram há pouco tempo a faculdade. E acho que as várias perspectivas e testemunhos de outras pessoas são uma mais valia e tornam o livro muito rico. Isto, lá está, sem tirar a escrita maravilhosa da Catarina :)

    Beijinhos,
    Previously She Writes, agora num novo cantinho: By the Library :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo. Embora o livro esteja mais direccionado para os recém-licenciados, todos os conselhos dados pela Catarina adaptam-se a quem esteja de momento à procura de emprego, independentemente de ser o primeiro ou não.

      É um livro que recomendo a toda a gente. Mesmo.

      Beijinhos.

      Eliminar
  2. A Tina sempre com as melhores recomendações! Depois tens que me emprestar que fiquei curiosa! 😘

    ResponderEliminar
  3. Estou mesmo muito curiosa para ler este livro :)

    ResponderEliminar
  4. Não vou dizer que estou com pressa para o ler uma vez que ainda nem comecei o primeiro ano, mas está definitivamente nos meus planos fazê-lo

    ResponderEliminar
  5. Nunca li o livro, mas os receios de que falaste, também eu os senti e de vez em quando sinto. Creio que sejam perfeitamente normais, principalmente num Portugal do Século XXI. Não podemos é baixar os braços e deixar que o comodismo tome conta de nós. Temos de ter a capacidade de nos reinventarmos, de sermos criativos, só assim conseguiremos vingar. Temos de ser optimistas :)

    ResponderEliminar
  6. Nunca ouvi falar neste livro mas acredito que seja muito bom e que ajude muito. Terminar a faculdade é sempre um desamparo estranho. Mas tudo se resolve!

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar